Governança SOA e Kanban


Não é novidade para ninguém que ao seguir uma estratégia de construção de uma Arquitetura Orientada à Serviços em qualquer empresa é necessário endereçar o tema governança soa. Isto acontece devido ao seguinte fato: Não existe mágica!

Toda empresa tem como objetivo aumentar sua margem de lucro e uma das formas de alcançar este objetivo é maximizando o retorno em cima dos investimentos feitos ao comprar ou construir um ativo. E SOA justamente vem para nos ajudar nesta tarefa, com a orientação a serviço começamos a construir diversos serviços atomicos, granulares que ficam disponíveis em um repositório corporativo e que podem atender diversos propósitos diferentes de negócio, por meio da composição do mesmos e outros ativos da empresa. E é neste ponto que as pessoas se iludem e esperam por um truque de mágica, o que acontece é que cada vez mais são feitas ligações entre serviços, dados, aplicações e outros ativos, o que pode sugerir complexidade. Mas isso é bom, pois estamos maximizando o retorno em cima do investimento feito, lembram?

Bom, mas para não criarmos complexidade em demasia, causar confusões e aumentar o custo com operação, precisamos manter este repositório de ativos bem organizado, disponível para toda empresa, e uma parte crucial, que é o foco deste post, os ativos devem estar aderentes aos processos e requisitos de negócio, diretrizes técnicas, de qualidade, segurança, devem ter documentações relativas a implantação, manutenção e uso. E para atender a todos estes pontos é necessário um processo bem definido, com artefatos obrigatórios, papéis, e etapas que endereçem todos os pontos mencionados anteriormente.

O caminho comum de toda a empresa é procurar um software que suporte este processo. Mas existe uma solução alternativa, que está muito aderente ao cenário atual em que várias empresas se encontram, que é o de ter um pensamento Lean e fazer uso de metodos agéis. Esta alternativa é bem mais barata e que dependendo da disciplina do time pode ser bem mais eficaz que um software. Estou falando do Kanban. Para quem não conhece, Kanban segundo Wikipedia

E seguindo na mesma linha em que os sábios do google pregam a muito tempo de experimentar, errar rápido, e baseado nos dados concretos oriundos da experiência evoluir a solução e acertar, criamos em minha empresa uma primeira versão de um quadro Kanban. Ele contempla todo o ciclo de vida de um serviço, desde a análise de uma demanda/projeto e identificação de um serviço até o seu deploy. Cada fase do ciclo de vida vira uma etapa do processo, e consequentemente uma coluna no quadro. Adicionamos também etapas/colunas que são passos de aprovação, QA e acompanhamento pós deploy. Uma ação que está agregando valor,  foi definição de “critérios de pronto” para cada etapa, ou seja, um serviço só sai da fase de modelagem e vai para fase de construção se alguns artefatos forem entregues como por exemplo os cenários de teste e o contrato do serviço.

Um benefício interessante de utilizar o quadro é que temos um “modelo mental coletivo e colaborativo” que fica mais fácil de todos do time seguirem, guardarem e contruibuirem para a evolução do mesmo.Ele ainda  nos ajuda a focar no que é necessário e agrega mais valor para o negócio (Lean) e ainda no momento que é necessário, seguindo a filosofia do just in time.

Se tiverem experiências parecidas com Governança SOA e Kanban ou outras filosofias e metódos ageis, por favor compartilhem!

Http Request
Get /taas/autor/carlosfilho HTTP/1.1
Http Response
HTTP/1.1 410 Gone

5 comentários sobre “Governança SOA e Kanban

  1. A gestão visual é fantástica! O Kanban ajuda a materializar o processo de desenvolvimento dessa coleção de ativos – ora abstratos e tão intangíveis. A prática Lean ajuda a refinar muita coisa. É isso aí. Parabéns!!!

  2. A gestão visual é fantástica! O Kanban ajuda a materializar o processo de desenvolvimento dessa coleção de ativos – ora abstratos e tão intangíveis. A prática Lean ajuda a refinar muita coisa. É isso aí. Parabéns!!!

  3. Carlos,

    Muito legal o Post. Como sugestão para um próximo você poderia mostrar mais de perto cada fase que utilizamos. Acho que ficaria… (como vocês sempre dizem que eu falo) …sensacional!! hehehehe

  4. Além da gestão visual, o estabelecimento do modelo mental coletivo sobre o processo de trabalho. Facilita o entendimento e promove um espírito, também coletivo, de melhoria contínua sobre o processo. Bacana o post, parabéns!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s